domingo, 18 de outubro de 2015

TESTINHOS 

1-BARRETO PINTO era um deputado federal que não agradava a Assis Chateaubriand e consequentemente à revista O CRUZEIRO. Usando de vários estratagemas, a revista publicou a foto famosa do deputado. 
Em poucos dias, a Comissão de Ética recomendou e o Plenário decidiu cassar o seu mandato. 
Não entendo porque EDUARDO CUNHA pode se mostrar impune em tamanha nudez moral?

2-SUGESTÃO PARA QUANDO O GOVERNO TIVER UM MINISTÉRIO DAS CIDADES:
Para onde foi o povo brasileiro? Para a periferia das cidades, para viver em favelas. O campo tornou-se um vazio. As cidades incharam-se, desordenadas, num crescimento caótico e desumano. Elas passam a incorporar toda a brutalidade asquerosa da modernidade periférica, que exige uma nova estratificação, não mais baseada nos processos de produção, determinando a organização em classes sociais, mas no consumo, que é organizado em segmentos de mercado, uma nova estratificação, muito mais dura e violenta, que implica na separação radical entre dois mundos: o das elites, e o das massas. Essa separação total, entre elite e massa, produz um conceito novo de urbanização, de arranjo físico das cidades, quando deixa de existir simplesmente uma divisão entre bairros, que já comportava a identificação do que era operário ou popular. Aceita-se então que a cidade despreze áreas mais centrais, de ocupação mais antiga, decadentes, que se tornam vazios de irracionalidade, ocupadas pelo submundo dos marginais, e dos que não têm teto para morar. Cada vez mais organizada como prestadora e consumidora de serviços, essa cidade reserva espaços nobres para escritórios e consultórios. Espaços nobres e “diferenciados” devem ser ocupados para moradia das elites. E ela cresce especialmente na periferia, que recebe as massas.

3-De acordo com a imprensa marrom, Lula costura um acordo para poupar Eduardo Cunha e assim evitar o "impitchi" de Dilma. A possibilidade provoca o mais completo repúdio de qualquer pessoa sensata, e especialmente dos petistas.
No entanto, há os que, dotados de espírito absolutamente esportivo, confundindo estádio de futebol com o mundo politico, entendem que vale tudo, inclusive o gol feito com a mão ou de penalti que só o juiz viu, desde que isso devolva Lula à Presidência. É preciso que tenhamos cuidado. E se idiotia desse tipo é contagiosa?

Nenhum comentário:

Postar um comentário