quinta-feira, 8 de outubro de 2015

TEXTINHO 07/10/2015

Sibá Machado, um acreano nascido no Piauí, é líder da bancada do PT na Câmara dos Deputados. Seu maior feito político: a atuação que teve, na presidência da Comissão de Ética do Senado, viabilizando a permanência de Renan Calheiros, então ameaçado de perda de seu mandato, por falta de decoro.
Sibá faz declarações mais que lastimáveis sobre a permanência de Eduardo Cunha na Presidência da Câmara: nada foi provado ainda e isso é uma questão de ordem pessoal; ele sai se quiser. Essa figura vil decide sobre a posição da bancada do PT. Enquanto partidos políticos, como o PCdoB e o PSOL pedem o afastamento imediato de um bandido, o PT, sob comando do Sibá, não assume posição.
Enquanto existirem 'Sibás' dentro do PT e falando por ele, faltará moral para qualquer afirmação. Essa figura, nítida, clara, identificada, é o exemplo perfeito e acabado da crise do Partido dos Trabalhadores.

Nenhum comentário:

Postar um comentário