segunda-feira, 8 de maio de 2017

8\05\17
Corrupção a Brasileira:
Os registros da literatura, implacáveis, mostram a gemelaridade dos brasileiros com a corrupção. A já famosa carta de Pero Vaz Caminha em que o escriba 'se vale da oportunidade' para pedir emprego a parente é apenas um indício do espírito prático que vicejaria nas terras descobertas. Nem o Zé Colmeia, dito o mais esperto do ursos, ganharia dos nacionais médios e perderia de goleada dos políticos todos. Políticos, no caso de togados, fardados, engravatados e demais degenerados. Por vantagem material vendem tudo! Também aqueles que oferecem garotas brasileiras para estrangeiros, todos se dispõem a ganhar algum sem escrúpulos de ordem qualquer. Juízes que deveriam zelar pela condição moral da sociedade tomam a dianteira se locupletando por meio de interpretação maliciosa de uma adrede preparada 'loman' que, industriada, propicia-lhes ganhos impróprios e imorais. Os que se elegem para cuidar do bem comum pensam da mesma forma, isto é, primeiro eu e os meus! Ficou conhecido o golpe mesquinho de um Duque que usava os óbitos na guerra do Paraguai para engordar sua fortuna e cuja expertise se segue até nossos dias. Legisladores se dão de forma desavergonhada vantagens semelhantes a dos juízes. Procuradores do MP, idem. Sobraria alguém? Empresários criativos sob manipulação de encíclicas papais (Rerum Novarum+Quadragésimo Ano), obtiveram a criação do Sistema S, cuja rica fonte de meios sustenta suas federações (FIESP, etc) com o nosso dinheiro e que usam imediatamente para propósitos políticos/partidários sem qualquer restrição de MP, Justiça etc. Essa é a realidade. Mas até esse viés corrupto se presta para uso dos vivos e poderosos dominadores do mundo - os EUA. Com sua perspicácia e com a indignidade nacional brasileiro, da mesma forma como antes formavam as mentes de militares do chamado Estado Maior (1964) para os usarem em seu golpe, agora convocaram togados para curso de sabotagem ao pais. Como é da cultura enraizada desde o início, não seria um formação medíocre e meramente formal de escola de Direito que iria transformar 'vivo' em patriota. E, daí, ora vemos um dos togados que recebe o dobro ou triplo do seu salário legal, dando aulas midiática e censurando corrupção alheia. Nem se deu ao trabalho de explicar sua conduta em trapalhada milionária de nome BANESTADO que envolveu ladrões de alto coturno. E se faz tão gritante o absurdo de ter raposa tomando conta do galinheiro que os demais frangotes já estão levantando a voz e os chamando de moleques. O absurdo, porém, é o rol de consequências dessa marota intervenção estrangeira com aproveitamento da fraqueza de caráter dos brasileiros. Já estamos assistindo o esboroar da democracia ainda em juventude e a transformação do que deveria seu uma república em Gleba sob controle americano com uso dos capachos togados postos como 'suseranos'. Triste final de sonho de uma pátria que tinha tudo para ser grande entre os grandes e que se fez pequena por venalidade e corrupção de seus gerentes e povo cordato.

Nenhum comentário:

Postar um comentário