segunda-feira, 22 de maio de 2017

Súplica brasileira

Esta SÚPLICA se faz a TODOS os juízes e ministros judiciais que venham a 'cuidar' do caso que resultará (se resultar) das denuncias contidas na delação que está dominando em nosso momento  (do grupo JBS).  Desta vez, no deserto de homens e idéias a que se referiu o gaúcho Flores da Cunha, ou Oswaldo Aranha,ou Mangabeira Unger, é preciso que ao menos algum HOMEM quebre a regra de acomodação ou rendição ao crime contra o Brasil. NESTE deserto acabamos de sofrer a passagem de um 'simum' que dardejou suas areias quentes sobre todos, contendo PROVAS ...e provas que são de convicção absoluta por exibirem obras de bandidos que nem podem negar sua condição. A "nossa" mídia venal  está dando sua condução de blindar os criminosos como se exibisse o recibo de quantos dólares já teria faturado para esse fim. Mas, no caso, não é o mar profundo ou desconhecido, o mar das ROSAS que permite sentenças SEM PROVAS...Há gravações, fotos,  filmagens, dinheiro como que contado e verificado até sobre sua autenticidade e locais de entrega e, consta, até com chips para ser seguido por 'gps' em seu trajeto. MAS, SE NOSSOS PROBOS JUÍZES OPTAREM PELOS CRITÉRIOS RÓSEOS CAMINHOS DE DAREM SOLUÇÃO AO ARREPIO DA PROVA será a falência de Justiça. Três nomes importantes e mais um magotes de apaniguados deles, cúmplices, estão sob as fotos e letras de gravações. Um presidente em exercício mediante fraude, mais um senador que também quis essa posição e foi derrotados pelo voto dos brasileiros e um vil ministro da fazenda de dupla nacionalidade que já ousa nos ameaçar que ficará no posto ainda que o tal governinho sucumba. Só esse escárnio de dominador vaidoso impõe VERGONHA a quem se dá como brasileiro. MAS a quem se dá como 'probo ou douto' por ter o poder de impor justiça tem de ser visto como profanação da lei e principalmente da pátria que sustenta (ainda) a feição de ser dos brasileiros. Já caiu no conhecimento geral o conluio de bandidos que urdiram o golpe dado por esse grupo à nossa democracia. Ainda que não esteja incluindo todos, será uma grande vergonha que os juízes do país lesem a expectativa dos cidadãos, contribuintes, justos e honestos, que essa chusma de bandidos fique desavergonhadamente livre. É cediço que vimos sofrendo a dominação de capital importado que envenena a administração de nossos poderes ao gosto de países que cobiçam nossos meios. TODOS SABEM, mas nem sempre as provas tem comovidos os probos juízes que 'na dúvida' dão perdão e passaporte de indenidade aos acusados. Valem-se de costumeiras fundamentações de insubsistência nas provas. Que se poderia, agora, alegar quando o próprio presidente vem em seguidas aparições na TV para defender e ACUSANDO o delator, com quem CONVIVIA no palácio Jaburu em horários inusitados e, para seu calvário, até testemunhado por outros Judas que o delatam? O AMIGO CONVIDADO AGORA, SÓ AGORA É BANDIDO ? Na semana passada era o amigo a quem pedia dinheiro e outras ajudas políticas? como a de controlar quem pudesse fazer acusações?  No mar dos traidores impera a traição! E isso vem agora trazido pela natureza dos que nadam em suas águas... Estamos, pois, assistindo essa alta da maré que veio como consequência do vendaval que varreu o Brasil. E é em nome do Brasil que esta SÚPLICA se faz. O BRASIL PRECISA DO CUIDADO DOS BRASILEIROS A QUEM AINDA SOBRE UM RESTO DE VERGONHA PARA IR SE LIVRANDO DOS FOCOS DE SARNA, que néscios, temeratos ou meireles lhe impõem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário